5 de novembro de 2018

Veterinária aponta vantagens da adoção de cães adultos

(Foto: Pedro Ribas/SMCS)
Com temperamento formado depois de dois anos de vida, é muito difícil que um cão adulto surpreenda o tutor durante e após a adaptação à família. Esse é um dos principais benefícios de se optar por um animal dessa idade na hora de adotar, segundo a veterinária da Rede de Proteção Animal, Cláudia Terzian.

Ela conta que, em geral, as pessoas têm receio de adotar animais adultos em razão dessa personalidade já formada, mas que nesse caso é possível escolher o temperamento de acordo com as pessoas e o ambiente em que ele vai morar.

“Um animal já dócil que se dá bem com outros animais, continuará assim após a adaptação. O mesmo pode-se dizer para o que não é possessivo, o mais ativo ou que é melhor para fazer companhia a pessoas idosas, por exemplo”, explica Cláudia.

Isso não quer dizer que animais um pouco mais agressivos não devam ser levados para casa. “Há situações em que a agressividade contra estranhos é valorizada pelos adotantes. Esse é o caso dos que vão ajudar a tomar conta de casas, chácaras ou empresas”, diz a veterinária.

“Desde que esses animais recebam cuidados condizentes com as suas necessidades e bem-estar”, pondera.

Desenvolvimento e cuidados
Crescimento, três doses de vacinas e castração também são situações com que os adotantes de cães adultos não precisam se preocupar. Um filhote precisa de todos estes cuidados iniciais e a castração, por exemplo, pode ser feita após alguns meses de vida. Um adulto apresenta também menos risco de danificar móveis e objetos em razão de não haver a troca da dentição.

Dicas de adaptação

  • Água, comida e o espaço de dormir devem ficar opostos ao local destinado às necessidades;
  • O contato com animais que já vivam em casa deve ser estimulado aos poucos. Em cerca de um mês eles já estarão convivendo e brincando;
  • A alimentação deve ser feita com ração;
  • Caso o animal se sinta acuado e tenda a desobedecer, regras claras e a colocação de guias podem ajudar. Usar violência nunca é solução.

Postar um comentário