Stúdio Old Tattoo

Stúdio Old Tattoo
Old Tatoo

20 alimentos e remédios naturais que ajudam a emagrecer


Os alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que melhoram o trânsito intestinal, combatem a retenção de líquidos, aceleram o metabolismo, enganam a fome e auxiliam na queima de gordura.

Se o objetivo é emagrecer e reduzir medidas, os alimentos a seguir devem ser consumidos... Mas de nada vai adiantar se não houver prática de atividade física regular. Também não se deve exagerar: uma alimentação saudável pobre em açúcar, doces, gordura, frituras e alimentos processados deve ser seguida se o objetivo é o emagrecimento.

Chá verde
Vários estudos confirmam os benefícios do chá verde para o emagrecimento. Rico em catequinas, antioxidantes que estimulam o metabolismo, o chá pode ajudar a queimar mais calorias.
O chá verde é capaz de atuar no corpo evitando a degradação de noradrenalina, um neurotransmissor essencial que, entre outras coisas, promove a lipólise, a decomposição e eliminação de gorduras.

Gengibre
Raiz com ação antioxidante, baixo valor calórico e rico em vitaminas B3, B6 e C, o gengibre é um termogênico natural que acelera nosso metabolismo e aumenta a queima de gordura do corpo.
Ele ainda facilita a digestão de alimentos gordurosos e melhora o funcionamento do intestino, sendo um bom remédio natural contra desconfortos estomacais, enjoos e indigestão. Você pode usar o gengibre em chás, sucos ou comê-lo em pedaços.
É importante lembrar que, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso do gengibre é contraindicado para pessoas com hipertensão.

Aveia
Cereal rico em fibras solúveis e insolúveis, a aveia auxilia na perda de peso pois suas fibras aumentam a sensação de saciedade, auxiliando no controle glicêmico e ajudando a regular o intestino.
Assim, descongestionam nosso corpo de toxinas e gorduras que nos fazem engordar e, inclusive, adoecer. Se quisermos obter uma maior quantidade de nutrientes, devemos consumir a aveia crua.

Pepino
Devido ao seu alto teor de água e baixo teor calórico, o pepino é a fonte ideal para as pessoas que estão querendo perder peso.
Refrescante e diurético, elimina toxinas e ajuda na hidratação. Pode ser consumido em saladas, sanduíches ou como petisco.

Quinoa
Apesar de não conter poucas calorias, a quinoa é riquíssima em proteínas, nutrientes e fibras, promovendo saciedade e ajudando a controlar a fome.
É uma ótima alternativa para substituir o arroz com feijão. Em formato de farinha, ela pode ser misturada no suco ou na comida. Já em forma de grãos, pode ser cozida junto com legumes ou salada.

Ameixa seca
A ameixa seca ajuda a melhorar o trânsito intestinal, combatendo a prisão de ventre e mantendo o corpo saciado por mais tempo. De novo, o mérito é de suas fibras, que, além de estimularem o funcionamento do intestino, saciam a fome com facilidade, auxiliando na perda de peso.
Pouco calórica e prática para carregar, a ameixa seca substitui o doce e pode ser consumida em lanches intermediários ou como sobremesa.

Mamão
Diurético e rico em fibras, o mamão combate o inchaço na barriga e é indicado para todas as pessoas que sofrem de problemas digestivos, como diarreias, gases, prisão de ventre, gastrite, etc.
Trata-se de uma fruta muito nutritiva, que também é responsável pelo funcionamento correto do metabolismo e por eliminar o excesso de gordura do nosso corpo.

Folhas verdes
Elas são sempre são muito indicadas para quem quer perder peso pois, além de possuírem pouquíssimas calorias e um alto valor nutritivo, elas contêm um alto índice de fibras, as quais promovem saciedade e auxiliam no bom funcionamento de nosso intestino, consequentemente eliminando todas as toxinas desagradáveis e maléficas do nosso corpo.

Goji berry
O goji berry se destaca por ser rico em vitamina C, nutriente que melhora o sistema imunológico, o humor, evita problemas oftalmológicos, derrames e ajuda a emagrecer.
Uma pesquisa publicada em 2011 mostrou que a ingestão diária de suco de goji berry durante 14 dias foi capaz de reduzir a circunferência da cintura e aumentar as taxas metabólicas em seres humanos em relação ao grupo controle que tomou um suco placebo.
Parecidos com uvas passas vermelhinhas, os gojis têm um gosto doce com um toque azedinho, e podem ser acrescentados a sucos, iogurtes, cereais, etc. Compre-os sempre orgânicos.

Nuts
Os nuts (amêndoas, nozes, avelãs, castanhas, macadâmias, pistaches, etc.) são importantíssimos para aumentar os níveis de HDL, o colesterol bom, prevenindo doenças cardíacas. A gordura boa encontrada nos nuts também é ótima para quem está tentando emagrecer porque dá um efeito de saciedade.
Os ácidos graxos ajudam a deixar a silhueta mais fina, ativando o metabolismo da queima de gorduras e eliminando o tecido gorduroso que se acumula na região abdominal.
Uma boa dica é ingerir as oleaginosas antes das refeições, pois como as gorduras demoram mais para ser digeridas pelo organismo, a tendência é consumir porções menores.

Grão-de-bico
Grão-de-bico, como a maioria dos legumes, é valioso devido à sua quantidade de fibras – duas xícaras oferecem a quantidade diária completa. Por conta disso e por possuir baixo valor calórico, ele ajuda a emagrecer de forma mais eficiente, diminuindo o apetite.

Chia
Por ser super rica em fibras solúveis, que ajudam na sensação de saciedade, a semente diminui a absorção de colesterol e ajuda a regular a glicemia do sangue. Tem um gosto neutro e é super fácil de ser adicionada a praticamente qualquer alimento, como frutas, saladas ou iogurtes.

Abacaxi
O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Com poucas calorias, combate a retenção de líquidos e, por ser ácido e diurético, ajuda na digestão. Não se esqueça de beber muita água e outros líquidos para não sofrer desidratação.

Limão
O limão é diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e ajuda na digestão, colaborando para o emagrecimento.
A parte branca do limão e a casca contém pectina, que quando é dissolvida em água, produz uma massa viscosa que auxilia no trânsito intestinal e na saciedade, retardando a absorção dos açúcares.

Linhaça
Contém substâncias bioativas que têm ação na modulação do processo inflamatório devido ao ômega 3, presente no alimento. As sementes de linhaça são antioxidantes e ricas em fibras.
Ajuda na digestão e pode contribuir com a manutenção da boa forma. Elas ajudam a diminuir os níveis de colesterol e açúcar no sangue. Polvilhe uma colher de sopa de linhaça triturada diariamente nos cereais no café da manhã ou nas saladas.

Maçã
A maçã ajuda a emagrecer, pois é rica em antioxidantes, regula os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajuda na digestão, sendo altamente recomendada para casos de obesidade e intestino preso.
Também conta com a presença de pectina e boa quantidade de potássio, nutriente que elimina o sódio extra do corpo, reduzindo a retenção de líquidos e, com ele, parte do inchaço. Contém fibras insolúveis na casca, que ficam no estômago por mais tempo e retardam a fome.

Chocolate amargo
Comer chocolate emagrece porque pequenas doses de chocolate no organismo favorecem o metabolismo, mantendo-o mais acelerado e ajudando a diminuir a quantidade de gordura no corpo. Além disso, alguns antioxidantes presentes no chocolate amargo interferem na produção de um hormônio chamado de leptina, que regula a saciedade ajudando a emagrecer.
As propriedades que estão no chocolate e ajudam a emagrecer estão presentes no cacau do chocolate, por isso, o ideal é comer chocolate amargo ou meio amargo.

Alimentos integrais
O alimento integral é aquele que não teve a sua estrutura alterada durante o processo de industrialização, mantendo a integridade das vitaminas, minerais e fibras. Por sua vez, todos estes nutrientes prolongam a saciedade, diminuindo a fome e, consequentemente, a quantidade de comida ingerida.
Comer pelo menos 20 gramas de fibras diariamente, provenientes de grãos integrais, frutas e verduras, ajuda a aumentar a sensação de saciedade. Um estudo publicado no ano passado mostrou que mulheres que comem mais fibras engordam menos à medida em que envelhecem.

Proteínas magras
Em um estudo feito em 2009 nos Estados Unidos, as pessoas que comiam mais proteínas no café da manhã (como ovos, por exemplo), sentiam menos fome e comiam menos calorias ao longo do dia do que aquelas que comiam pouca proteína na primeira refeição.
Além disso, comer três porções diárias de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como os laticínios magros (leite desnatado e queijos brancos), ajuda a diminuir a perda de massa muscular e facilita a manutenção do peso, indica um estudo.

Água
A água pode te ajudar a perder alguns quilos evitando que você coma mais. Além de ser vital para o bom funcionamento dos sistemas do corpo, tomar um copo de água antes das principais refeições e antes dos lanches é uma forma de comer menos – como o estômago já está parcialmente cheio de água, a sensação de saciedade não demorará a chegar e a tendência é comer menos do que o habitual.
Em vez de nos preocuparmos apenas com o emagrecimento, precisamos também sempre optar por dietas que mantenham e melhorem nosso estado de saúde. Diante de qualquer dúvida, procure a ajuda de um nutricionista, que indicará o melhor tipo de dieta para você.
[ eCycle ]
Postar um comentário