Trapalhadas nas campanhas políticas

Tenho acompanhado as campanhas políticas em nossa região e fico espantado com as estratégias de alguns candidatos. Mas o que espanta mesmo é falta de capacidade de alguns marqueteiros. 

Melhorar ou Progredir? Um deles lançou uma música para uma candidata a prefeita que tenta a reeleição que diz "Vote nela para a cidade melhorar". Pô, se a cidade tem ela como prefeita no momento, a letra deveria dizer algo como 'vote nela para continuar progredindo'... Tô certo, Terta?

Sem Visão. Outro deles, ou quem sabe o mesmo acima, divulgou um vídeo, que circula via Whatsapp, que tenta desacreditar pesquisa que, claro, aponta um concorrente liderando a corrida eleitoral. No vídeo, uma repórter chinfrim entrevista o que seria uma pesquisadora, tão chinfrim quanto!, e essa confessa que colhe os dados e ao mesmo tempo entrega material institucional do candidato que aparece na liderança da própria pesquisa. E, pior, divulgam que o serviço é prestado por um instituto de pesquisas que fora contratado por uma coligação nada a ver com o candidato que aparece em primeiro. Ou seja, produziram uma peça para que o eleitor acredite que uma coligação contratou uma empresa para que, ao mesmo tempo, pesquise e divulgue propaganda política do próprio candidato. E fecham com chave de ouro citando o nome de empresa contratada por uma terceira coligação. Nem o Didi Mocó criaria um quadro desses. 

Outro enviou um "espião" para gravar o que diria um candidato que seria sabatinado em uma instituição de ensino superior. Sabatina essa que fora divulgada por dias e que teve transmissão ao vivo pelo You Tube. Não seria mais fácil gravar do canal de compartilhamento de vídeos?
Postar um comentário