Humor

O português estava de saco cheio do gato da Maria.
Então, num belo dia de sol, pegou o bichano, pôs num saco, amarrou a boca, pôs no porta-malas do carro, andou 20 quadras, largou o saco lá.
Quando voltou, o gato estava na porta de casa. Irritado, o português repetiu a operação, andou 40 quadras e largou o saco lá.
Quando voltou, o gato estava novamente na porta de casa.
Enfurecido, repetiu a operação, andou 20 quadras à frente, 30 pra esquerda, 40 pra direita, 10 pra baixo, 32 pra cima…
- Agora eu quero ver!!! - disse o portuga.
Passaram uns cinco minutos, ele ligou pra casa e a mulher atendeu:
- Maria, o gato tá aí?
- Ele acabou de chegar, por quê?
- Põe este filho da mãe no telefone porque eu tô perdido!

Por e-mail

Para onde vai a grana das mulheres



Enviada pelo Augusto Tezelli

Bau

Clube 10 de Outubro Futsal - 1994
Aqui mostro o nosso time de futsal do Clube 10 de Outubro que disputou os Jogos Abertos de Campo Mourão, de 1994.
Bons tempos em que a cidade realizava eventos esportivos que juntava muitos craques, das mais variadas modalidades, sempre com muita presença de público.
Nesta equipe, Valterney de Oliveira, o Valtinho, despontava para o futsal mourãoense. Infelizmente ele faleceu num acidente de automóvel poucos anos depois, quando tinha firmado seu primeiro contrato profissional. Valterney de Oliveira é o nome de nosso Ginásio de Esportes do Lar Paraná.
Destaque também para o Regys e Tiago, filhos do David e do Getulinho respectivamente, que sempre nos acompanharam. Regys é ótimo goleiro, defendeu por anos o time de Marília (SP) antes de voltar para o futsal mourãoense e é neto de meu companheiro de jogar Tranca, lá mesmo no Clube 10, o Seu Sergio Panceri.

em pé: Jair Lençone, David Miguel Cardoso, Luizinho F. Lima, Renan Salvadori, Getulinho Ferrari e Sebastião Mauro.
agachados: Tiago Ferrari, Régys Cardoso, Marquinhos Tagliari, Valterney de Oliveira e Nestor "Gringo" Fernandes.

Cinema Mudo

Charlie Chaplin - Na Jaula do Leão

A genial cena acima faz parte do filme O Circo (The Circus - 1928), o único que rendeu um Oscar para Chaplin. Na verdade, ele acabou ganhando um outro Oscar, já bem velhinho, mas pelo conjunto da obra.
(Enviada pelo Nilmar Piacentini)

No Flagra

A Felicidade Fotografada

E Deus Criou a Mulher

Garota do tempo da TV seria a 'nova Brigitte Bardot'

Até pouco tempo atrás, Louise Bourgoin era a 'moça do tempo' do francês Canal Plus. Transformada em atriz, estreou em 'La Fille de Monaco' (A Garota de Monaco) e está sendo chamada pelos críticos franceses de 'a nova Brigitte Bardot (à direita)'. Se a comparação é espontânea ou estimulada pelo marketing do estúdio, não importa. Beneficia seu próximo trabalho - Louise interpretará a própria Bardot num filme sobre o cantor Serge Gainsbourg, que foi namorado da atriz. A noticia é do Times Online. Clique na imagem abaixo para ver um teaser de 'La Fille de Monaco', onde Louise vive uma garota que vira de cabeça pra baixo a vida de um advogado de meia idade.


Fonte: Blue Bus (http://www.bluebus.com.br/)

Música da Semana

Elton Jonh - Bennie and the Jets





No começo dos anos 70 ganhei um daqueles gravadores de som, preto, retangular, com teclas brancas, que se podia ouvir fitas K7 e também gravar o que se quisesse. Junto, ganhei o album Goodbye Yellow Brick Road, do Elton Jonh, meu primeiro contato com o pop rock. Ouvia esse som sem parar. Depois ficou brega gostar do som dele, época em passamos a curtir sons mais pesados, de mais rebeldia.
O disco só tinha muitas músicas boas, em especial Funeral for a Friends que é uma das minhas preferidas até hoje, ao lado de Bennie Jets.

(des) Classificados


Na Faixa


Artes Belas

Beijo Roubado - Orlando Pedroso

Vídeo-Dicas - Casablanca Vídeolocadora

Os Lançamentos da Semana

* Ponto de Vista ... Drama
Dois agentes do Serviço Secreto designados para proteger o presidente americano em uma conferência sobre a guerra mundial contra o terrorismo. O presidente é baleado logo após sua chegada. Na multidão está um turista americano, que está filmando o evento para mostrar para seus filhos quando voltar para casa, e uma produtora de notícias da TV americana que está transmitindo a conferência. A partir daí, é mostrada a perspectiva de cada pessoa sobre os mesmos 15 minutos antes e depois do tiro. Com Dennis Quaid, Forest Whitaker e Sigourney Weawer.

* Apenas uma Vez ... Romance
Pelas ruas de Dublin, um jovem toca suas composições próprias para arrecadar alguns trocados. Passando um dia por acaso, uma pianista imigrante tcheca se encanta pelas melodias e entra, sem querer, na vida escocês. Quando menos percebem, os dois estão compondo canções sentimentais juntos, mas encontram algumas dificuldades para dar início a um romance. Ela é casada e ele vem de um relacionamento amoroso frustrado.

* O Amor não tem Regras ... Comédia Romântica
Durante a década de 20, Jimmy Dodge Connelly é dono de um time de futebol americano. Ele tenta fazer com que um astro universitário desista do time para que ele tente sua sorte em uma nova liga profissional. Porém, Jimmy acaba se apaixonando pela noiva do rapaz. Com George Clooney e Rennée Zellwegger.

Os mais Locados da Semana

* Antes de Partir ... Drama
* Ensinando a Viver ... Drama
* Awak, a Vida Por Um Fio ... Suspense



Resenha

A Lição
Uma mulher branca, de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar na classe econômica e viu que estava ao lado de um passageiro negro. Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo.

- Qual o problema, senhora? Pergunta uma comissária.
- Não está vendo? - respondeu a senhora. - Vocês me colocaram ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Você precisa me dar outra cadeira.
- Por favor, acalme-se. - disse a aeromoça - infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos algum disponível.
A comissária se afasta e volta alguns minutos depois.
- Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre na classe econômica. Falei com o comandante e ele confirmou que não temos mais nenhum lugar nem mesmo na classe econômica. Temos apenas um lugar na primeira classe.
E antes que a mulher fizesse algum comentário, a comissária continua:
- Veja, é incomum que a nossa companhia permita à um passageiro da classe econômica se assentar na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa desagradável.
E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu:
- Portanto, senhor, caso queira, por favor, pegue a sua bagagem de mão, pois reservamos para o senhor um lugar na primeira classe...
E todos os passageiros próximos, que, estupefatos, assistiam à cena, começaram a aplaudir, alguns de pé.
(Autor Desconhecido)

Separados no Nascimento

Félix Souza, locutor da Rural Am, e Leonardo, dos Tartarugas Ninjas.

Crônicas

O fim da teoria do leão

Os números finais das Olimpíadas costumam provocar o que pode ser chamado de sociologia de resultados. Surgem teses sobre as causas sociais e políticas de triunfos e fracassos e a quantidade de medalhas ganhas passa a ser um medidor de virtudes nacionais. Mas, como toda sociologia instantânea, esta tem dificuldade em lidar com o que não é óbvio. É óbvio que ganham mais medalhas os países mais bem alimentados e ricos, que podem investir mais em esportes e preparação de atletas.
Se uma Cuba ganha medalhas em desproporção ao seu poderio econômico e à sua dieta alimentar, a explicação também é óbvia. Países socialistas tradicionalmente usam o esporte como propaganda, seu investimento desproporcional é na competição ideológica. Mas outras exceções ao óbvio desafiam as teses. E muitas vezes levam a fantasias, como a teoria do leão.
Sociólogos de ocasião desenvolveram a tese de que o sucesso de atletas africanos em corridas de fundo devia-se ao fato de terem se criado num ambiente em que poder fugir do leão era condição para a sobrevivência. Uma condição que se sobrepunha a todas as outras. O leão predador, claro, quando não era um leão de verdade, era uma metáfora para todos os perigos da floresta que obrigavam as pessoas a terem pernas ligeiras, e agilidade para não morrer.
Havia vestígios da teoria do leão na velha idéia de que a ascendência africana explicava a habilidade dos brasileiros para o futebol, que ninguém no mundo igualava. Qualquer jogada do Pelé teria, entre os seus antecedentes remotos, um meneio para escapar do leão.
A teoria do leão, que é uma teoria sobre a inevitabilidade, pois diz que um certo tipo de ambiente só pode produzir um certo tipo de atleta, sofreu um duro golpe quando apareceu, numa Olimpíada de inverno, aquela equipe de trenó — da Jamaica! A importância do leão na vocação para o futebol é desmentida cada vez que se vê um Messi fazer em campo o que se esperava que o Ronaldinho fizesse. E se ainda fosse preciso um dado para mostrar como a teoria do leão é furada, basta lembrar que o país que tem a maior costa contínua e algumas das piores estradas do mundo produz mais campeões de automobilismo do que de natação.
Não fomos tão mal assim nas Olimpíadas. Nos casos em que poderíamos ter ido melhor, perdemos para o nosso emocionalismo. E ganhamos de todos nas categorias choro convulsivo e lamentação em equipe. No fim — esta é a minha teoria — os Jogos Olímpicos são entre os de sangue quente e os de sangue frio. Os de sangue frio ganham sempre, mas os de sangue quente são muito mais simpáticos.
(Por Luis Fernando Veríssimo - Publicada no Blog do Noblat em 28/08/08 - http://oglobo.globo.com/pais/noblat/)

Vale a pena acessar

Newseum.org é um site com a capa dos principais jornais de todo o mundo.
Cada bolinha laranja nos mapas dos continentes são jornais de cidades daquele estado ou país. Você clica e todos os dias tem a 1ª página de cada jornal.
Ao posicionar sobre a bolinha desejada, ao lado aparece a 1ª página dos jornais. Clicando sobre a bolinha, você tem a página em tamanho maior, para facilitar a sua visualização.E na parte superior da página ampliada está o link para acessar o jornal!

Da Net

FRASES DE CAMPANHA POLÍTICA (Dica do Gerson Maciel)
Vejam até onde vai a criatividade desta nova safra de políticos:


9º lugar - Guilherme Bouças, com o slogan: 'Chega de malas, vote em Bouças.'

8º lugar - Grito de guerra do candidato Lingüiça, lá de Cotia (SP): 'Lingüiça Neles!'

7º lugar - Em Descalvado (AL), tem um candidata chamada Dinha cujo slogan é: 'Tudo Pela Dinha.'

6º lugar - Em Carmo do Rio Claro , tem um candidato chamado Gê: 'Não vote em A, nem em B, nem em C; na hora H, vote em Gê.'

5º lugar - Em Hidrolândia (GO), tem um candidato chamado Pé: 'Não vote sentado, vote em Pé.'

4º lugar - E em Piraí do Sul tem um gay chamado Lady Zu: 'Aquele que dá o que promete.'

3º lugar - A cearense chamada Debora Soft, stripper e estrela deshow de sexo explícito. Slogan: 'Vote com prazer!'

2º lugar - Candidato a prefeito de Aracati (CE): 'Com a minha fé e as fezes de vocês, vou ganhar a eleição.'

1º lugar - Em Mogi das Cruzes (SP), tem um candidato chamado Defunto: 'Vote em Defunto, porque político bom é político morto!'

Por e-mail

Entenda o Mercosul (enviada pelo Dr. Paulo Ribas)
ARGENTINA

Eles confundem primeira-dama com chefe de governo, luta-livre com futebol e lamúrias de corno com música. Fizeram uma guerra contra uma ilha habitada apenas por pingüins. E perderam.

PARAGUAI

A rigor não é nem país – é apenas uma feira livre com status de nação. Falsificam tudo: DVDs, cigarros, videogames e a história de Itaipu.

URUGUAI
Também não é exatamente um país, é uma fazenda. 90% da população é vaca. O resto é ovelha.

VENEZUELA

Eles têm certeza de que Simon Bolívar e o Batman são a mesma pessoa. O presidente é uma mistura de Fidel Castro com Didi Mocó. Têm muito petróleo. Eles usam pra beber e tomar banho.

PAÍSES ASSOCIADOS

Bolívia: o presidente é a cara do Zacarias.

Chile: não é país, é molho apimentado.

Peru: você levaria a sério um lugar chamado Frango? Pois é.

Colômbia: a maior intelectual deles é a Shakira o restante vive em função da 'farinha'.

Equador: não é país, é linha.

E finalmente...

BRASIL

Metade da população passa o dia inteiro batendo tambor pra outra metade rebolar. Têm bananas na cabeça e tocam pandeiro por qualquer motivo besta (epidemia de disenteria, volta da dengue, aumento da inflação etc). O presidente é um homem singular: nunca acertou um plural.
Me digam, como é que o MERCOSUL ainda não acabou?