Stúdio Old Tattoo

Stúdio Old Tattoo
Old Tatoo

Hashima: A cidade abandonada no meio do oceano

No início do século XIX, a cidade de Hashima foi fundada em meio ao oceano com o único propósito de ser uma base de trabalho para a extração de carvão. Hoje, quatro décadas após a desativação, o lugar é conhecido como uma ilha fantasma.

ilha-hashima-japao

Ilha Hashima era um projeto ousado

Em 1890, durante a industrialização do Japão, a Mitsubishi comprou a ilha e começou a mineirar carvão em minas submarinas. Em 1916 foi construído no local um bloco de apartamentos para abrigar o crescente número de trabalhadores.

trabalhadores-hashima

Crescimento do petróleo motivou a evacuação da ilha

Com a substituição do carvão mineral por petróleo no Japão durante a década de 1960, as minas começaram a fechar em todo o país, e Hashima não foi exceção. A ilha, que no ano de 1959 chegou a abriga 5.259 habitantes, hoje está completamente abandonada no mar.

moradores-hashima

A Mitsubishi encerrou as atividades na ilha oficialmente em 1974 e o local foi totalmente evacuado, tornando-se uma “Ilha fantasma”. O acesso a Hashima só foi restabelecido em 22 de abril de 1999, mais de 20 anos após o fechamento.
ilha-hashima

Cidade fantasma tem sua importância reconhecida

O lugar chama a atenção por seus enormes edifícios de concreto abandonados em meio ao oceano a 15 quilômetros da costa. A ilha é administrada como parte da província japonesa de Nagasaki desde 2005, anteriormente pertencia à antiga cidade de Takashima.

predios-ilha-hashima-japao

No ano de 2008, uma ONG apresentou à UNESCO um pedido para que a Hashima se tornasse Patrimônio da Humanidade. Em abril do ano seguinte, a visitação para turistas foi liberada.

turistas-hashima

Em 23 de Junho de 2013, o Google enviou uma pessoa à ilha de fazer imagens panorâmicas em 360 graus para o seu serviço Street View. Clique aqui e faça um tour virtual pela ilha.

turismo-ilha-hashima

Postar um comentário