Conheça a cidade alemã onde as pessoas pagam R$ 3,20 de aluguel por ano há cinco séculos


Se pra maioria de nós pagar o aluguel é a tarefa mais árdua de cada mês, o mesmo não pode ser dito sobre os moradores da comunidade de Fuggerei, na cidade alemã de Augsburg, na região da Bavária. Nesse que é considerando o mais antigo conjunto habitacional do mundo, de cada residência é cobrado o aluguel de 1 dólar por ano – o equivalente a mais ou menos R$ 3,20.



Cerca de 150 pessoas vivem no local, e esse valor permanece intacto desde o século XVI, quando o conjunto foi construído. Além das casas, Fuggerei abriga um museu, uma igreja e um bunker, construído para a segunda guerra mundial.


Quem fundou Fuggerei, em 1521, foi um bem sucedido comerciante e banqueiro da época chamado Jakob Fugger, também conhecido pela alcunha de “O Rico”

Jakob Fugger, "O Rico" 
Seu sucesso financeiro levantava críticas de muitos, incluindo Martinho Lutero, uma das figuras centrais da reforma protestante. Para evitar as más línguas, que afirmavam que tanta riqueza, aos olhos de deus, não deveriam ficar concentradas nas mãos de uma só pessoas, que Fugger construiu seu condomínio popular, assim como uma fundação.


As regras exigiam, na época, que se fosse católico e se rezasse três vezes ao dia – e oficialmente ela permanece, ainda que os moradores garantam que tal decisão é de cunho íntimo e pessoal. A outra regra para o local é que as portas sejam fechadas às dez horas da noite. Para se chegar mais tarde em casa, é preciso pagar uma pequena multa.


E, pelo visto, o tino comercial de seu fundador foi sendo passado de geração em geração, pois o que garante a permanência do local e seu aluguel simbólico é os investimentos certeiros realizados pela família ao longo dos séculos – além, é claro, dos juros e rendimentos de outros investimentos herdados.
Postar um comentário